Foto Inês 3

CPF-Sesc apresenta programação de palestras sobre a dança paulistana

Inaugurado em agosto de 2012, o Centro de Pesquisa e Formação do Sesc (CPF-Sesc) é uma unidade do Sesc São Paulo voltada para a produção de conhecimento, formação e difusão e tem o objetivo de estimular ações e desenvolver estudos nos campos cultural e socioeducativo.

Além do Curso Sesc de Gestão Cultural – que visa a qualificação para a gestão cultural de profissionais atuantes no campo das Artes, tanto de instituições públicas como privadas – a unidade proporciona o acesso à cultura de forma ampla, tematicamente, por meio de cursos, palestras, oficinas, bate-papos, debates e encontros nas diversas áreas que compreendem a ação da entidade, como artes plásticas e visuais, ciências sociais, comportamento contemporâneo e cotidiano, filosofia, história, literatura e artes cênicas.

No mês de maio, três palestras têm destaque na programação do Centro.

No dia 19, a professora Isaira Maria Garcia de Oliveira fala da sua pesquisa Recepção em Dança: o especialista e o espectador“, em que faz uma caracterização do setor da dança na cidade de São Paulo, tendo como base o Teatro Galpão. A investigação que realizou junto a seis programadores/curadores e a plateias (259 espectadores), em 67 espetáculos, estabelece um campo de reflexão sobre os processos de mediação em arte e em dança.

No dia 30, o público poderá conhecer um pouco da trajetória da bailarina e diretora Ines Bogéa, num bate-papo com a artista. Ines iniciou seus estudos com Lenira Borges em 1978. Foi aluna da escola de Dança do Palácio das Artes, formando-se como professora de dança clássica e bailarina clássica pela Royal Academy of Dancing de Londres. Em 1989, ingressou no Grupo Corpo, no qual permaneceu até 2001, ano em que organizou um livro sobre a companhia. Na área de arte-educação foi consultora da Escola de Teatro e Dança Fafi; assistente de direção do Projeto Dança Comunidade, e co-diretora do Projeto Cidadança, de Ivaldo Bertazzo. É autora de mais de 25 documentários sobre dança, entre eles “Renée Gumiel, a vida na pele”, “Maria Duschenes – o espaço do movimento”, “Roseli Rodrigues – poesia em movimento” e a série “Figuras da Dança”.

E no 31, a artista, professora e pesquisadora da dança Silvia Geraldi fala da teatralidade na dança a partir da experiência de importantes criadores da cena coreográfica paulistana dos anos 1970-1990, enfocando um período fundamental da dança na cidade. Serão levantadas questões como: O que permite a emergência do conceito de teatralidade na dança? Quais são os elementos indispensáveis para sua produção? Há, de fato, especificidades que permitam distinguir sua manifestação no campo da dança de outras práticas artísticas? Quais são as estratégias que possibilitam reconhecer seus modos de inscrição e funcionamento na cena coreográfica?

RECEPÇÃO EM DANÇA: O ESPECIALISTA E O ESPECTADOR, com Isaira Maria Garcia de Oliveira
Dia 19 de maio, quinta, das 19h30 às 21h30.

EM PRIMEIRA PESSOA, com Inês Bogéa
Dia 30 maio, segunda, das 19h às 21h

RAÍZES DA TEATRALIDADE NA DANÇA PAULISTANA, com Silvia Geraldi
Dia 31 de maio, terça, das 15h às 17h

Ingressos a R$ 15,00, R$ 7,50 e R$ 4,50

Centro de Pesquisa e Formação – CPF Sesc
Rua Dr. Plínio Barreto, 285 – 4º andar
São Paulo, SP

[FOTO: Ines Bogéa é uma das convidadas da programação do CPF-Sesc em maio.]